fbpx

Salamanca

A- A A+

Salamanca em 2 dias

Salamanca em 2 dias

Dois dias em Salamanca oferecem, além de poder percorrer e conhecer mais e melhor a cidade, a possibilidade de desfrutar da noite e dos seus cenários.  Uma rua sempre cheia de gente, em qualquer estação e época do ano. E os espaços de diversão nocturna que criaram tendência em Espanha pelas suas cenografias e o seu ambiente jovem e divertido.

Primeiro dia

Após se deslocar ao Posto de Turismo para conseguir o mapa da cidade e informação do guia-áudio, das visitas guiadas e do cartão Salamanca Card, começamos a nossa visita a esta Cidade Património da Humanidade.

Poderá dedicar a manhã dando um passeio pela Plaza Mayor e observar os detalhes dos seus medalhões. Posteriormente deslocamo-nos para a Universidade, onde se podem visitar locais únicos como a biblioteca antiga, os claustros ou o Céu de Salamanca.

À frente da Casa das Conchas, actualmente biblioteca pública, encontramos a Universidade Pontifícia e a igreja da Clerezia; desde as torres da Clerezia podemos descobrir uma panorâmica esplêndida da cidade. Esta zona está transitada por numerosos estudantes que vão às aulas das faculdades do centro da cidade. Grande abundância de cafés e livrarias.

Fazemos uma pausa para almoçar. Podemos escolher entre algum dos restaurantes que oferecem comidas na brasa e assados, pratos tradicionais onde não falta o embutido de Guijuelo e o queijo de Arribes para dar ao dente. Nalguns locais poderá provar a farinhada típica de Cidade Rodrigo, com ovos estrelados ou numa versão mais moderna, omolete, croquetes ou espuma.

Continuamos o passeio com a visita às catedrais (o acesso à catedral nova é grátis). Posteriormente completamos esta visita com a subida através da exposição Ieronimus, às Torres Medievais da Catedral. É um dos locais imprescindíveis porque oferecem vistas únicas dos templos e da cidade.

Uns bolinhos, um pastel ou bombons e gelado no Verão ou chocolate com churros no Inverno…, Qualquer uma destas tentações dar-nos-ão forças para continuar o nosso roteiro.

Continuamos a descobrir a cidade. O Museu do Automóvel e o Museu Moinho Fábrica de Farinhas esperam-nos bem perto do rio. Este último encontra-se ao lado do Casino del Tormes; a esplanada do restaurante está aberta ao público no Verão.

Para jantar podemos deixar-nos levar por um roteiro através de vários bares de tapas: existem duas zonas que são as mais concorridas: no centro ao redor da Plaza Mayor e mais a norte, na zona de Van Dyck, com grande ambiente jovem.

Posteriormente, para quem pretende estar mais tranquilo, poderá dar um passeio nocturno pelo centro da cidade para apreciar os edifícios iluminados. Os restantes podem aproveitar para usufruir do bom ambiente nos bares com maior andamento nocturno. Existem várias zonas: Gran Vía, rua Bordadores, Praça de la Reina e os mais alternativos, Praça de San Justo e rua Varillas.

Segundo dia

Após tomar o pequeno-almoço nalguma esplanada do centro histórico damos início à jornada indo para o o Convento de San  Esteban, igreja dominicana onde Colombo procurou apoio dos Reis Católicos. Diante do mesmo, o Convento das Dueñas, com um belíssimo claustro. Dois espaços repletos de lendas surpreendem-nos na rua San Pablo: a misteriosa Cova de Salamanca, onde reza a lenda que os estudantes aprendiam ciências ocultas, adivinhação e magia; e o Pátio da Salina.  

Se pretende efectuar compras, pode efectuá-las no centro, nos arredores das ruas Zamora e Toro; e também na rua María Auxiliadora. Se quiser comprar carnes, embutidos ou produtos tradicionais, pode deslocar-se ao Mercado Central, edifício modernista que vale a pena visitar.

 

Para almoçar podemos ir a algum dos restaurantes da cidade mais vanguardistas, cozinha de autor, criativa e de grande qualidade.

À tarde visitamos o Museu de Art Nouveau Art Decó, situado num palacete modernista ou, se preferir, o Domus Artium, o centro de arte contemporâneo situado na antiga prisão provincial. Continuamos o percurso visitando alguma das pequenas igrejas da cidade e paramos no famoso Café Novelty, um lugar com história, frequentado por tertulianos, criadores de gado, estudantes… No Verão poderá ver longas filas de espera e pessoas à frente do estabelecimento para provar os seus gelados.

Se preferir poderá conhecer a cidade de outra forma: dando uma volta em bicicleta, através da ciclovia através do parque fluvial, o campus universitário e alguns bairros da cidade; ou pelo centro histórico. No Espaço jovem (Rua Arco nº 11 Entreplanta www.amigosdelabici.es ) poderá alugar uma bicicleta.

No Verão poderá apreciar teatro, música, magia, flamenco ou o cinema em diferentes espaços da cidade através do programa cultural “Praças e Pátios”. Caso venha durante a primeira quinzena de Junho poderá assistir a alguma das actuações do Festival Internacional das Artes de Castela-Leão.

E para jantar… Durante o ano inteiro comemoram-se jornadas gastronómicas na cidade que permitem degustar requintados menus de temporada.

 

 

 

 

 

 

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                           

 

Deixe um comentário

Certifique-se que coloca as informações (*) requerido onde indicado. Código HTML não é permitido.

Utilizamos cookies propias y de terceros, para realizar el análisis de la navegación de los usuarios. Si continúas navegando, consideramos que aceptas su uso. Aviso Legal